domingo, 19 de novembro de 2017

Exposição Miguel Rio Branco está no Oi Flamengo

No dia Mundial dos pobres, gostaria de falar de um artista que ainda pensa nos pobres materialmente mas, também, em toda a humanidade: Miguel Rio Branco. Nesta nova exposição, mostra preocupação com as sociedades. Todos somos pobres e ricos de algo. Não há ninguém tão rico que não precise de nada e não há pobre que não possa doar algo. E, é assim que o Papa nos impele a pensar nos pobres. Como Madre Tereza de Calcuta disse uma vez, há pobres nos seus buracos negros e sujos mas, há os que são mais miseráveis que o mais miserável. Vivem em buracos escuros de suas almas.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

segunda-feira, 3 de abril de 2017

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Exposição em São Pedro da Aldeia

O artista Edson Santos apresenta uma série de trabalhos com o tema "Moinhos de vento" na Casa de Cultura Gabriel Joaquim dos Santos.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Artista que produz usando brinquedo lego.

O artista faz diversas releituras de pinturas e esculturas de artistas como Van Gogh,  Michel Ângelo,  Klint entre outros. A exposicao está muito interessante! Fica no Museu histórico nacional.






Dois vídeos interessantes de se ver: " Cidade Cinza" E Krajcberg: o grito da natureza". Ambos falam da relação do afeto na produção artística.
Krajcberg fala da sua relação com a natureza e a ausência da família como estímulo para sua produção. Também conta da sua relação com os materiais que trabalha ou trabalhou e, como isso interfere na sua produção. As tintas que o intoxicaram, levaram a uma mudança. Saiu da pintura e passou a produzir esculturas.
Já no filme "Cidade cinza", os gêmeos falam de sua relação com a tinta que toca a parede sem que o artista tenha contato direto com a superfície suja das cidades. E das relações da arte de rua com o público que em horas aprova e em outras reprova apagando os trabalhos de muitos artistas.